sábado, 18 de junho de 2011

17 de JUNHO





17 de Junho de 2010, data em que a Mel partiu e deixou uma saudade permanente.Mas, ganhei um anjo de 4 patas a olhar por mim em outra dimensão. Para sempre no meu coração.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

AUSÊNCIA

       Quase três meses sem atualizar o Blog. Agradeço aos novos seguidores que encontraram afinidade com minhas postagens. Quase findando o Outono e eu sem postar.  Estava passando por uma fase de transição, em que velhos conceitos vão se diluindo e novos tomando forma. Um processo solitário, que as vezes provoca uma estranha sensação, mas jornadas espirituais são assim mesmo, muito particulares  e íntimas. Quem vivenciou, sabe do que estou falando. Tem sido uma libertação. Talvez a maior de todas, tenha sido a de parar de comer animais de qualquer tipo. Não quero  mais nutrir meu corpo com o corpo de outro ser vivo. No ponto em que me encontro, o caminho a seguir é outro. Confesso que no início me angustiei, pensando no que viria agora. Mas me dei conta , que a angústia, era apenas o véu que se dissipou e me fêz encontrar o que talvez sempre estivesse no fundo da minha alma, desde a infância e que agora se completou. A Teca há de me entender muito bem, pois ela tinha razão em seu aprendizado e muitas vezes me serviu de inspiração. Quem sabe a presença dela em nossa família , nessa vida, tenha sido para isso.Me descobri muitas coisas em uma só, gnóstica, budista, cristã, talvez até muçulmana, não sei, mas minha essência aflorou, sem dogmas e rituais. Somos pequenos demais diante desse Universo surpreendente e muitas "verdades" se diluirão , a própria física está percebendo esse "outro" mundo, que nossos sentidos físicos limitados não percebem.Aliás, quantas teorias terão que ser repensadas quando dermos um passo maior.


Ver todos os dias o ciclo da natureza aqui na Chácara, foi fundamental para que minha visão mudasse. A vida é muito mais do que se percebe, a morte também, nada termina, apenas "muda" de aparência.

segunda-feira, 28 de março de 2011

SUPER LUA



       Há três dias os cães do vizinho uivam. Hoje estão mais quietos. Há três dias espero a super lua, noites frias, claras, mais prateadas, lindas! O outono se aproxima, as folhas já andam flutuando e começando a cobrir o chão, são poucas, mas já anunciavam a estação que se aproxima. Manhãs lindas, mais amenas, as flores de verão se despedindo e abrindo espaço para aquelas que gostam do frio.Que v
Salvo
enham as bocas-de-leão, os amores-perfeitos, as belas tardes de outono e aquele por-de-Sol que mais parece um arco-íris.Não é só hoje que a Lua é super, toda a natureza é superlativo. Sementes, agora, colho todos os dias. Espalho algumas, outras guardo. As que não plantamos e que surgem pelos recantos, devem ser obra de pássaros, talvez morcegos ou quem sabe foi o vento que soprou e semeou . Essa Lua deve ter remetido os cães aos seus ancestrais lobos, anunciaram a Grande Lua e agora dormem quietos, deitados na grama e banhados de luz prateada.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

DESCONSTRUÍNDO O GALPÃO

         Durante décadas ele serviu para muitas coisas, principalmente para ordenhar as vacas. O tempo passou ele foi ficando desfigurado, mas era o velho Galpão, onde na minha infância o seu Augusto e depois outros, acredito eu, trabalharam.  As casas foram surgindo nas proximidades, ele foi ficando, como posso dizer...desengonçado , deslocado, desfigurado...coitado do galpão. Foi posto abaixo devagarinho, pelas mãos de Ana Regina, seu esposo e filho e vai se transformar em paredes de uma nova casa. Os tijolos, melhores do que os atuais, inpregnados de história abrigarão outras e assim de alguma maneira ele vai continuar ouvindo as histórias da família Noronha.






terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

BORBOLETA

      " O que há de mais leve que uma borboleta? Borboleta é uma pétala que voa." Clarice Lispector

Dia desses, o que não é incomum, uma delas entrou pela janela da varanda das plantas, passeou um pouco e escolheu pousar em um fio de nylon que sustenta um pendente, onde um porongo pintado, exibe a seguinte frase: "Aqui moram cães felizes e sua dona de estimação", ( presente da Teca), de outro lado: Bem Vindos Ali ficou por um bom tempo, fotografei tranquilamente , adoro esses momentos porque são perfeitos, ela se sentiu livre para entrar e pemaneceu por não sentir-se ameaçada, quando quiz partiu assim como chegou, deixou a energia de sua leveza e trouxe alegria para o meu dia.E olha que tinha um jardim cheio de flores para ela escolher.


domingo, 9 de janeiro de 2011

Pesquisar este blog